segunda-feira, 28 de abril de 2014

Ai que saudade #3

Imagem retirada daqui

É certo que sou uma pessoa nostálgica e melancólica por natureza, mas ontem descobri o blog Ainda sou do tempo, escrito pelo Hugo Silva, e bateu cá umas saudades tão fortes. Era tudo tão simples! 
Se nasceram/cresceram nos anos 80 ou 90, aconselho a lerem este blog!

Sendo eu um produto do final dos anos 80 e tendo crescido nos anos 90, esta imagem, tirada do referido blog, sumariza tudo na perfeição.

E vocês? Também são crianças desta altura? 


domingo, 20 de abril de 2014

sábado, 19 de abril de 2014

Ai que saudade! #2

Estava a arrumar o armário e achei o meu diário, super velhinho, que escrevia em 1995 (tinha eu 9 anos). Gostei, particularmente, destas duas páginas que vou colocar abaixo. Aparentemente, achava que ter um diário secreto servia para descrever, ao pormenor, tudo o que tinha feito no meu dia. 
Acho que dá para perceber que sou filha única e que passava muito tempo sozinha em frente à televisão. Também dá para perceber que tinha um gosto terrível no que tocava a colocar nomes nas minhas bonecas. Mas mau gosto e erros ortográficos à parte, tenho tantas saudades deste tempo, em que ainda estava na 4ª classe e a minha maior preocupação era os episódios do Dragon Ball Z. 


sexta-feira, 18 de abril de 2014

Adoro! Adoro! #4


"Inicia o teu dia 
Sente a energia
Sorriso na face e atitude positiva
Se tás em sintonia com esta gente que te inspira
É assim que começa o resto da tua vida
Bom dia"


Esta é a música do meu despertador e, por incrível que pareça, acordo de bom humor. Gosto das boas energias que esta música transmite.


quinta-feira, 17 de abril de 2014

Texto da Semana #1

"Sou um guardador de rebanhos
O rebanho é os meus pensamentos
E os meus pensamentos são todos sensações.
Penso com os olhos e com os ouvidos
E com as mãos e com os pés
E com o nariz e com a boca.

Pensar uma flor é vê-la e cheirá-la
E comer um fruto é saber-lhe o sentido

Por isso quando num dia de calor
Me sinto triste de gozá-lo tanto,
E me deito ao comprido na erva,
E fecho os olhos quentes,
Sinto todo o meu corpo deitado na realidade,
Sei a verdade e sou feliz."
Alberto Caeiro

Não sou propriamente fã de poesia nem sou perita nenhuma em analisar textos poéticos mas desde o dia em que li este poema pela primeira vez, na escola, que não me ficou indiferente. Ainda hoje o sei recitar de cor e traz-me sempre boas sensações. Por alguma razão faz-me recordar os tempos de infância.
Existe algum texto ou poema que vos marque? Qual? Como leitora ávida gosto sempre de saber e descobrir novos textos, quem sabe.

Imagem retirada daqui

quarta-feira, 16 de abril de 2014

O melhor amigo do homem!

Tenho um amor enorme por cães. Também gosto de outras espécies de animais, claro, mas os cães mexem sempre com as minhas emoções. Eu tenho 3 e gosto mais deles que de muitas pessoas.
Hoje estava a ler as notícias no site Notícias ao Minuto, quando me deparei com esta notícia acompanhada de um vídeo:

Cão reencontra-se com dono após longa espera à porta do hospital
Lauri mora no Rio Grande do Sul e tem como companheiro o seu fiel amigo Seco. A 31 de março de 2014, Lauri foi agredido na rua e após exames teve de ficar internado. O cão ficou à porta do hospital durante oito dias. E fez a festa da sua vida quando voltou a reencontrar o dono.Funcionários do hospital terão dado água e comida ao animal durante os dias em que este esperou pelo dono. Até ao dia em que o dono saiu finalmente do hospital, e o reencontro entre os dois foi filmado.


Vejam aqui o vídeo e digam lá se não é de ir às lágrimas! Estes bichinhos têm tanto amor pelos seus donos e este deu uma lição que muitos humanos deviam aprender. 

sábado, 12 de abril de 2014

Vi, Ouvi e Gostei.

Não conhecia esta faceta do César Mourão, mas confesso que gostei.

Tenho um fraquinho pelo homem, acho que tem pinta. Agora ainda gosto mais.


Eu ainda sou do tempo #1

Morreu a Sue Townsend. Para quem não conhece ou é muito novo para saber quem é, a Sue Townsend era uma escritora e a autora de uma das obras mais lidas pelos adolescentes de há uns anos atrás: o Diário Secreto de Adrian Mole. O primeiro livro foi escrito em 1982, ainda eu nem tinha nascido, mas o livro marcou a minha adolescência.
Para a altura era um livro único, que mostrava as dificuldades e sonhos da adolescência e o Adrian Mole era um jovem como tantos, cheio de medos e inseguranças, mas também de ambições. 
Existem mais uns quantos livros da série Adrian Mole, só que nunca os cheguei a ler. Mas o original, ainda o tenho muito bem guardado.

Imagem retirada de The Independent

domingo, 6 de abril de 2014

Uma Revelação #5

Hoje quero falar de um assunto bastante sério: o Bullying

Segundo a Wikipedia, Bullying é um termo utilizado para descrever actos de violência física ou psicológica intencionais e repetidos, praticados por um indivíduo ou grupo de indivíduos, causando dor e angústia, sendo executadas dentro de uma relação desigual de poder.

Venho partilhar a minha história hoje, pois nunca o fiz antes (hoje é a primeira vez que o admito - nem a família sabe) e esse foi o meu maior erro. Hoje sei que se não me tivesse escondido talvez tivesse conseguido me ajudar e ajudar alguém na mesma situação que eu.
Fui vítima de bullying, repetidamente pela mesma pessoa e grupo de amigos, desde o 5º ano até 10º ano (ano em que ele saiu da escola). 
Como já revelei, tenho Psoríase e por isso a minha pele sempre foi diferente. Estas pessoas acharam que eu não deveria ser tratada com respeito ou como as outras crianças/adolescentes. Todos os dias, este rapaz dizia-me "Sofia, estás cada vez mais feia". E repetia isto, todos os dias sem excepção. Um dia, nas férias (quando tinha alguma paz), descobriu o meu número de telemóvel e passei a receber mensagens diárias, dele e dos amigos, com conteúdo pouco amigável. Ainda me lembro de todas essas palavras, como se fosse hoje. Diziam que eu era horrorosa, uma porca que não tomava banho, que eu devia ser presa para não sair de casa, que eu devia ter vergonha de ir à escola, etc...
Um dia tentaram me enfiar num caixote do lixo, daqueles gigantes, mas felizmente alguém os travou. 
Foi uma viagem solitária até ao 10º ano. Isolei-me, não tinha amigos, andava sempre cabisbaixa, mas orgulho-me de nunca ter tido más notas. 
Arrependo-me imenso de ter guardado este segredo para mim. Penso que se tivesse contado a alguém, logo no início, não teria anos de tortura psicológica. Já passaram tantos anos e ainda tenho algumas mazelas desse tempo, como falta de confiança e auto-estima. É difícil me achar bonita e nunca acredito quando alguém diz que o sou. Sei que não sou a pessoa feia que me fizeram sentir, mas aquele sentimento nunca sai verdadeiramente. 

Há cerca de 3 anos atrás, a pessoa que mais me tratou mal, descobriu-me no Facebook e mandou-me uma mensagem a pedir imensas desculpas pelo que me tinha feito. Nessa mensagem disse que tinha uma filha de 5 anos que era vítima de bullying na escola, por parte dos coleguinhas, por ter um pequeno defeito num olho. Foi aí que ele percebeu todo o mal que me fez. Nunca lhe respondi, pois não consigo perdoar, mas uma parte de mim, libertou-se com esse pedido de desculpas.

Adorava ter um papel mais activo no combate a esta praga que cada vez mais se está a espalhar. Com pequenos passos sei que vou longe. Se conseguir ajudar, pelo menos uma pessoa, vou me sentir melhor comigo própria. 

Não sejam maus e tratem com respeito todas as pessoas, com todos os seus defeitos e qualidades. Aprendi a não julgar um livro pela capa, pois senti isso na pele. 
Se sofreram/sofrem ou conhecem alguém que está a passar por isso, procurem ajuda e tentem ajudar. Não deixem estas pessoas passar impunes, como eu fiz.

Imagem retirada de A Kaur's Thoughts

sábado, 5 de abril de 2014

Ai nosso senhor jesus cristo!

Eu que nem sou particularmente católica ou ligada à religião, estou tentada a gastar uns trocos para ver o Diogo Morgado assim, em ponto grande, numa sala de cinema! É que o ar sofredor lhe assenta mesmo bem! 

Imagem retirada de Wallchips

Provavelmente não irei ver, que isto é tempo de Páscoa e acho que não é suposto cedermos a tentações. =P

Agora falando a sério, acho um orgulho ver Portugueses a fazer sucesso no mundo!